quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Algumas sugestões para os primeiros dias...



A dpp aproxima-se velozmente. O quartinho está pronto, a mala para a maternidade completa à porta de casa, as roupinhas lavadas e arrumadas no seu lugar. A vontade de ver o bebé cresce, a barriga já pesa... o bebé vai nascer a qualquer momento.

E a sua vida vai mudar para sempre!


Deixamos aqui alguns conselhos para os primeiros dias. Haverá certamente muitos mais, mas a ideia é pensar em alguns pormenores com antecipação para que possa encontar algumas soluções:

- Deixe em casa mais 3 saquinhos preparados com conjuntos completos de roupa para o bebé, para o caso de ter que permancer internada mais do que os 2 ou 3 dias habituais.
 
- Deixe preparada a sua roupa para a saída da maternidade e peça ao seu marido para a levar no dia da saída.

- À saída da maternidade, o seu bebé deve logo ser posto num assento auto (alcofa ou cadeira). Nunca, mas mesmo nunca, ande de carro com o bebé ao colo. Os pais devem por isso, nos dias anteriores ao nascimento, praticar no seu automóvel como colocar a cadeira com facilidade, mas sobretudo, com toda a segurança.






- Limite as visitas nos primeiros dias. É natural que todos queiram conhecer o seu bebé maravilhoso, mas alguma tranquilidade é necessária para se adaptar à nova vida e estabelecer as melhores rotinas. E não se sinta obrigada a "fazer sala" ou a oferecer lanchinhos.

- Obrigue todas as pessoas que se aproximam do bebé a lavar as mãos. Um simples toque pode transmitir inúmeros germes que o sistema ainda frágil do bebé pode não suportar.

- Limite igualmente os colos e os beijos das pessoas menos chegadas. Os pais, os avós, os irmãos, as tias ou as amigas muito intímas podem - e devem - obviamente, ajudá-la a mimar muito o seu bebé, e isso inclui o colinho e os beijinhos, a ajuda a arranjar o bebé ou a dar-lhe o biberão do leite, se for o caso. Mas de resto, deixe o seu bebé descansar tranquilamente no berço. Após a primeira ou segunda semana, pode então começar a introduzi-lo nas rotinas da família e da casa.

- A hora de mamar é um momento sagrado entre mãe e filho, não um espectáculo público. Na hora de amamentar, se tiver visitas, peça-lhes para sair do quarto. Quando muito, pode ficar uma avó ou uma tia... mas não mais do que uma pessoa! Este momento tão especial deve ser vivido com tranquilidade e muito amor. Não comprometa a possibilidade de amamentar o seu bebé porque tem um ambiente muito agitado à vossa volta com muitas pessoas a dar palpites e a fazer barulho.

- Mesmo que não esteja a dar de mamar e alimente já o seu bebé com o biberão, as horas das refeições devem igualmente ser calmas e relaxadas. É um momento único de aproximação que deve ser vivido com intensidade e sempre com todo o amor.

- Atenção ao modo como deita o seu bebé. Apesar de todos os estudos feitos nos últimos anos, em algumas maternidades ainda aconselham as jovens mães - erradamente - a deitar os bebés de lado. Segundo uma orientação técnica da Direcção Geral de Saúde que já tem mais de 20 anos, deitar o bebé de lado aumenta para o dobro a probabilidade de morte súbita. O bebé, deve, por isso, ser deitado de costas.





- Não deixe o seu bebé no escuro durante o dia. Ensine-o quanto antes a distinguir o dia da noite. Apesar de nos primeiros dias o bebé dever permanecer no quarto, para se adaptar com tranquilidade ao mundo exterior, abra as cortinas e deixe o sol entrar (sem incidir directamente no bebé). Dê-lhe um ambiente calmo e tranquilo, mas não totalmente isento de ruído: as vozes devem ser calmas mas em tom normal. Quando anoitece, mantenha as luzes acesas, mesmo que o bebé adormeça, até ele tomar a última mamada ou biberão da noite. Só então, desligue tudo e deixe-o na escuridão total (ou com uma luz suave de presença para que os pais o possam ver). Deite-se igualmente a essa hora. Rapidamente o bebé perceberá que o escuro (a noite) é o período em que deverá dormir mais horas.

- Não hesite em pedir toda a ajuda de que necessite. Cuidar de um recém nascido pode ser extenuante e se não puder contar com a ajuda de uma empregada doméstica, peça que a auxiliem no que for mais urgente: lavar e engomar roupa, principalmente do bebé; dar um jeito à casa; substitui-la a cuidar do bebé enquanto aproveita para dormir um pouco... E principalmente, não descure a sua alimentação, mais ainda se estiver a amamentar. Lembre-se que aquilo que come é o que o seu bebé também comerá. Peça para lhe trazerem uma boa sopa de vegetais já feita, fruta fresca da mercearia ou duas ou três refeições já cozinhadas a que possa recorrer facilmente se não tiver tempo de cozinhar.





- Sobretudo, crie um ambiente muito tranquilo e sem agitação. Geralmente, pais tranquilos têm bebés tranquilos.

Sem comentários:

Follow by Email